3° Grupamento de Bombeiros Militar é homenageado em cerimônia alusiva aos 150 anos da Retomada de Corumbá

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, junho 14, 2017 as 10:21 | Voltar

Solenidade alusiva a Retomada de Corumbá foi realizada na Praça Jardim da Independência, região central de Corumbá.

Há 150 anos é celebrado no município de Corumbá, a memorável data em que expulsarão as tropas paraguaias que ocupavam a então Província de Mato Grosso, ficando marcada na história como Retomada de Corumbá. O evento comemorativo alusivo à data foi realizado pela 18º Brigada de Infantaria de Fronteira, sendo celebrado na Praça Jardim da Independência, na manhã dessa terça feira 13, e reuniu autoridades da região do Pantanal, como o prefeito de Corumba, Ruiter Cunha de Oliveira, os comandantes do Exército, general João Denison Maia Correia e Marinha, contra-almirante Luiz Octávio Barros Coutinho.

O comandante da 18° Brigada de Infantaria de Fronteira general João Denison Maia Correia faz entrega da honraria ao tenente coronel Eduardo Steica da Costa, comandante do 3° GBM.

Comandante do 3° Grupamento de Bombeiros Militar recebe os cumprimentos do Contra-almirante Luiz Octávio Barros Coutinho, comandante do 6° Distrito Naval,

A solenidade foi marcada pela entrega da Medalha Comemorativa ao Sesquicentenário do Conflito da Tríplice Aliança, a qual foi outorgada às personalidades e representantes de instituições que aportaram para a preservação do patrimônio cultural intangível do Exército Brasileiro. Para a ocasião o 3° Grupamento de Bombeiros Militar foi condecorado com a medalha, sendo entregue ao comandante da unidade o tenente-coronel Eduardo Steica da Costa. Outras 23 autoridades militares e civis também receberam a condecoração.

De esquerda a direita: Contra-almirante Luiz Octávio Barros Coutinho, tataraneta de Antônio Maria Coelho, general João Denison Maia Correia, tenente coronel BM Eduardo Steica da Costa e tenente coronel PM Cesar Freitas Duarte.

O 3° Grupamento de Bombeiros Militar tem firmado constantes parcerias com o Exercito nas cidades fronteiriças de Corumbá e Ladário, onde a cooperação entre as instituições sejam em missões assistenciais às comunidade ribeirinhas, palestras de primeiros socorros direcionadas às atividades do EB e formação de Força Tarefa com o objetivo de combater incêndios florestais que todos os anos assolam o Pantanal corumbaense. Contribuindo assim para o fortalecimento dos elos entre as instituições.

Breve história da Retomada de Corumbá

A Retomada de Corumbá é celebrada no dia 13 de junho, A data relembra a Guerra do Paraguai, quando em janeiro de 1865, Corumbá e o Forte de Coimbra foram militarmente tomados por tropas paraguaias. Muitas vidas foram ceifadas na época.

Em 1867, o presidente da província de Mato Grosso, Couto Magalhães, planejou a Retomada de Corumbá e iniciou os preparativos militares elaborando a estratégia das operações, que ficou sob o comando do tenente coronel Antônio Maria Coelho. No dia 15 de maio de 1867 teve início a ação militar para a Retomada de Corumbá com a partida das tropas do Porto de Cuiabá.

No dia 13 de junho, pela madrugada, a tropa toma rumo norte, caminhando pelas margens do Rio Paraguai. Depois de 25 quilômetros de penosa marcha, os soldados param próximo à vila de Corumbá, para observação e plano tático de seus comandantes.
Os ataques foram iniciados às 14 horas e duraram até às 18 horas. A retomada de Corumbá marcou o início do processo de expulsão definitiva das tropas paraguaias do solo de Mato Grosso.

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.