Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar alerta para alto risco de queimadas e incêndios florestais.

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, agosto 4, 2015 as 11:36 | Voltar

Campo Grande (MS) - O Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul alerta para os elevados índices de risco para Incêndios Florestais e Queimadas Urbanas.

DSC00545

Segundo dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), INMET(Instituto Nacional de Meteorologia) e Estação Meteorológica da Anhanguera UNIDERP, uma massa de ar seca esta ganhando força, com as temperaturas da manhã ainda próximas dos 15 graus. O sul do estado ainda com sensação térmica entre 11 e 13 graus. A partir da quinta feira estes valores sobem e as mínimas se aproximam dos 18/19 graus e as máximas de 30 graus e subindo.  No estado começa a estiagem, serão mais de 11 dias sem chuva e a umidade caindo abaixo dos 30%, portanto o norte, nordeste e parte do leste se aproximando dos três meses sem chuva oferece muita chance de incêndios. Sonora, Pedro Gomes, Alcinópolis, Coxim e Costa Rica devem ficar abaixo dos 30% e próximo dos 20% com temperaturas acima dos 30 graus. ( Fonte: PD Natálio Abraão- EM Anhanguera Uniderp)

O CPA tem enviado a todos os comandantes de unidade as “mensagens de risco” com o objetivo de subsidiar a tomada de decisão, conforme Plano de Operações (Operação Estiagem CMB e CBI) publicado no BG 135 de 24 de Julho de 2015. Tais mensagens possuem sua referencia no monitoramento diário por satélites do INPE, que disponibiliza matrizes de risco e fogogramas, baseados em variáveis como: dias sem chuva e umidade relativa do ar, conforme ilustra figura abaixo.

fogogram

fogogram2

Fonte http://www.inpe.br/

Segundo dados do sistema SIGO, entre o mês de maio a julho de 2014 foram atendidas 284 ocorrências de incêndio em vegetação, no mesmo período do ano corrente o Corpo de Bombeiros Militar já atendeu 380 ocorrências, que demonstra um aumento de 25%.

O Centro de Proteção Ambiental do CBMMS passa por processo de reestruturação visando atuação estratégica, na elaboração de projetos voltados para o controle e proteção ao meio ambiente, dotando as unidades operacionais do CBM de infraestrutura mínima para a atuação em Incêndios Florestais  e Emergências Ambientais com Produtos Perigosos bem como na formulação de doutrina de acionamento, protocolos e resposta às emergências de caráter ambiental.

A lei Complementar 188 de 03 de Abril de 2014 estabelece que o CPA é o órgão de apoio do Subcmte Geral , incumbido do planejamento, supervisão e controle das atividades inerentes ao serviço de proteção ambiental no âmbito do CBM e passa a partir de determinação do Comandante Geral a atuar focado em metas estratégicas com vistas à ação intersetorial e integrada sobretudo com a Secretaria de Meio Ambiente de Desenvolvimento Econômico.

Responsável pela informação MAJ QOBM NOLETO

Chefe do CPA

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.