FAMÍLIA DE IDOSA ATENDIDA COM PARADA RESPIRATÓRIA AGRADECE A EQUIPE DE RESGATE DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR.

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, setembro 8, 2016 as 13:32 | Voltar

screenshot_20160908-093433

O Corpo de Bombeiros Militar de Costa Rica – MS, a pedido da família, visita na manhã desta quinta-fera, a idosa de 77 anos que foi atendida em situação de emergência com parada respiratória após engasgar-se com pedaço de esfiha, por volta das 11h05min do dia 08 de agosto de 2016, na Av José Ferreira da Costa nº 639, na cidade de  Costa Rica.Segundo relatos da filha da vítima que acionou o Corpo de Bombeiros, a idosa havia desfalecido na varanda da residência e permanecido por cerca de 10min sem respirar até a chegada da Unidade de Resgate nº 59.

20160908_092545

Ainda de acordo com a filha da vítima, a demora em acionar o Corpo de Bombeiros Militar, se deu por conta da solicitação por socorro ao Hospital de Referência do Município, considerando a proximidade da instituição hospitalar de sua residência. Porém, diante da informação de que o hospital não possuía um Serviço Móvel de Urgência, decidiu ligar para o telefone 193, seguindo orientações do atendente da instituição de saúde.

20160908_092649

No local, diante do desespero da família, a equipe do Corpo de Bombeiros Militar, constatou a parada respiratória da vítima que, apesar de possuir pulso carotídeo papável, este, estava irregular e a 34 BPM (Batimentos Por Minutos, em média).

Diante do grau de emergência, a equipe iniciou rapidamente a manobra de compressão abdominal, também conhecida como manobra de Heimlinch, que quando executada com eficiência, provoca uma tosse involuntária da vítima por meio da compressão do músculo diafragma, tão forte, que pode expulsar qualquer objeto (corpo estranho) da porção inicial da traqueia.

Após a liberação das vias aéreas, o retorno espontâneo dos movimentos respiratórios, só foi possível após cerca de 8 insuflações por meio do Ambú (bolsa autoinflável acoplada à mascara de ventilação  e ao cilindro de oxigênio). Estabilizado o quadro clínico da vítima, imediatamente iniciou-se a remoção e transporte da mesma para o hospital Fundação Hospitalar, onde uma equipe médica aguardava a chegada da viatura com a vítima.

A vítima recobrou a consciência, cerca de 40min de sua entrada na sala de estabilização do hospital e sem nenhuma sequela pós-trauma. Entretanto, permaneceu internada em observação por 3 dias por critérios médicos.

Já em na residência, a família declara que apesar do susto, está bastante felize e que a idosa não para de andar pela casa e de pedir pra passear. vocês foram como anjos para nós. Fomos abençoados por Deus! Não temos nem palavras para descrever nossa alegria em poder ter nossa mãezinha de volta, afirma a filha da senhorinha.

Para os integrantes da equipe de socorro que atenderam a ocorrência, fica a certeza do dever cumprido, alicerçado tão somente no nobre lema dos Corpos de Bombeiros: “Vidas Alheias e Riquezas Salvar”.

O comandante da Unidade de Bombeiros destaca que além das qualificações militares intrínsecas à profissão, a equipe de resgate era composta por militares com formação em Curso Superior de Enfermagem, Curso de Extensão de Enfermagem em Emergências Respiratórias, Pós Graduação em Enfermagem do Trabalho e Curso Técnico de Enfermagem e, que a agregação desses valores à rotina operacional da Corporação, foi determinante para o êxito da missão. Destaca ainda que, num futuro próximo, após a efetivação, de fato, do Quadro de Saúde do Corpo de Bombeiros Militar, a Corporação passará a oferecer à população viaturas equipadas com pessoal e equipamentos de resgate destinados ao suporte avançado de vida. Desta forma, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, busca escrever sua história tendo a segurança das pessoas em primeiro lugar.

A aquisição de novos materiais e equipamentos, o uso da tecnologia, assim como a profissionalização do nosso efetivo, reforça a ideia de prevenção. Palavra de ordem que por sua relevância, acaba por se tornar mais importante que as próprias ações de intervenção realizadas durante a rotina operacional dos Corpos de Bombeiros de todo País e do mundo. Finaliza o comandante do 19º Subgrupamento de Bombeiros Militar Independente de Costa Rica – MS.

 

 

 

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.