Corpo de Bombeiros Militar em Coxim resgata vítima de animal peçonhento no Pantanal do Paiaguás.

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, junho 5, 2018 as 13:05 | Voltar

Coxim (MS) – Na noite de ontem segunda-feira (04), o 5º Subgrupamento de Bombeiros Militar Independente, foi acionado via centro de operações para resgatar uma vítima de animal peçonhento (cobra jararaca), na região do Pantanal do Paiaguás (Pantanal do Paiaguás é uma das oito sub-regiões do Complexo do Pantanal, localizada no Pantanal Sul, Mato Grosso do Sul. Localiza-se entre os rios São Lourenço, Taquari e Itiquira. Juntamente com Nabileque, é uma das regiões onde as cheias são mais acentuadas), margem direita do Rio Taquari.

A solicitação foi realizada por volta das 20h15min, por um morador da Fazenda Santa Helena, localizada aproximadamente 85 km da cidade de Coxim o qual informou que o senhor GFS (47), trabalhador rural, foi picado por uma cobra jararaca, por ser um local de difícil acesso (estrada com muita areia), foi orientado ao solicitante que já viesse trazendo a vítima de forma a agilizar o atendimento, em seguida a guarnição composta pelo Sub Ten Christofer e Tecnico de Enfermagem do SAMU Osvaldo, deslocaram com a viatura USB Rural ao encontro, deparando com a vítima por volta das 23h30min a alguns quilômetros da sede da fazenda, sendo transportada por um trator com carreta,  constatando o fato, pois, a vítima reclamava de dores e apresentava edema no pé direito, local da picada do animal, realizados os primeiros atendimentos e conduzida ao Hospital Regional Alvaro Fontoura (HR), onde deu entrada por volta das 02h30min, ficando aos cuidados da equipe médica de plantão.

Este tipo de ocorrência é bastante comum na região do Pantanal, este ano o 5° Sgbm/Ind, já atendeu 06 (seis) ocorrências envolvendo cobras, desta forma o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul orienta as pessoas quanto aos procedimentos em caso de ataques por animais peçonhentos, para que não façam sucção do veneno, torniquete, cortes ou apliquem café, fumo, álcool ou outros produtos sobre o ferimento, sob risco de provocar infecção, necrose ou mesmo favorecer a absorção do veneno pelo organismo. Recomenda- se lavar o local com água e sabão (ou soro fisiológico, se tiver), manter a vítima em repouso e levá-la imediatamente ao atendimento mais próximo ou ligar para o serviço de emergência (193) que uma viatura será deslocada para fazer o atendimento e em alguns casos, como nesta ocorrência mais especificamente, pode-se transportar a vítima e entrar em contato com o serviço de emergência para que uma viatura vá ao encontro, agilizando assim, o atendimento.

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.